0 Menu

V.

Tony Harrison

3.00 / Esgotado

A Antígona apresenta o poeta Tony Harrison aos leitores portugueses ,publicando em edição bilingue a sua longa elegia, V. Originalmente publicada em 1985, é hoje considerada uma das suas obras mais emblemáticas. V. é a abreviatura da preposição inglesa versus usada para indicar as equipas que se defrontam num jogo por exemplo Manchester United v. Leeds United. Numa visita ao cemitério de Leeds, onde estão enterrados o pai e a mãe, Harrison repara nos diversos graffitti pintados sobre as lápides. Tais inscrições teriam sido feitas pelos cabeças-rapadas adeptos da equipa local no caminho ou no regresso dos jogos. Partindo destas observações, Tony Harrison constrói uma elegia da Inglaterra industrial situando o versus do jogo de futebol no campo dos conflitos sociais da sua história individual e da própria relação da poesia com o público. Originalmente publicado em 1985, a transmissão de uma versão televisiva do poema em 1987 deu origem a uma controvérsia nacional. A longa greve dos mineiros de 1984-85 e a alta taxa de desemprego, particularmente em zonas industriais e entre os jovens, consequência da política neoliberal do governo de Margaret Thatcher, constituem o pano de fundo desta narrativa. A combinação de formas clássicas com o vernáculo contemporâneo serve a Harrison para lançar a morte, a vida, o amor e a arte para a dimensão brutal dos conflitos de classe.

  • Tradução Manuel Portela
  • Ano de edição 1999
  • N.º pp. 76
  • ISBN 972-608-108-4