0 Menu

Deus tem Caspa

Júlio Henriques

13.50

pvp 15.00 | preço web 13.50

«Vai realizar-se em Viseu, no próximo fim-de-semana, o I Congresso Nacional de Delinquentes Juvenis, desde há muito projectado e a que já fizemos referência. Em declarações ao nosso jornal, o secretariado organizador adiantou estar confirmada desde já a presença de cento e sessenta e dois representantes dos numerosos núcleos federados e associações independentes de delinquentes juvenis de todo o país (incluindo as regiões autónomas e o Algarve). Toni Nardos, relações públicas do secretariado, fez questão de sublinhar que este I Congresso Nacional de Delinquentes Juvenis vai ser o pontapé de saída para um conjunto de acções a desenvolver em todo o país a partir do próximo mês, com o objectivo, nomeadamente, de ser superado o enorme atraso de Portugal neste campo.» («Noiticiário»)

Publicado em 1988, e esgotado há vários anos, Deus tem Caspa, obra mitológica de Júlio Henriques, abstém-se de qualquer crítica à teologia e –
desengane-se o incauto leitor – não se debruça sobre problemas capilares no Além, um tema aliás muito pertinente e literário.
Este conjunto de cáusticas crónicas e ficções visa antes o clima mental nacional, «um dos melhores, visto não fazer ondas», e a sociedade capitalista à portuguesa, ou seja, provinciana, apalermada. Lamentando «não vivermos tempos com turbulentas turbas perturbando as turbinas do torpor», Deus tem Caspa faz pontaria certeira à cacarejante modernidade até ela perder o pio.
Agora, para gáudio de muitos (ou não), em edição revista e aumentada.